desproporcional

Enquanto algumas pessoas parecem únicas, de um tipo que, quando forma feitas, perdeu-se o molde… Outros tipos de pessoas parecem verdadeiramente produzidas em massa, sistematicamente CLONADAS em série, logística e operacionalmente distribuídas com a finalidade específica de azucrinar a vida dos outros à sua volta.

Chega mesmo a parecer INTENCIONAL…

DRAWING

Advertisements

panorama… atual

Desde que ouvi esta música pela 1ª vez em plena Rádio Mundial, esta canção do Erasmo Carlos nunca perdeu sua atualidade; pelo contrário, é daquele tipo de obra dotada da estranha e significativa propriedade de ficar cada vez mais atual, á medida que os anos passam.

Juntamente com Mercy Mercy Me (The Ecology), de Marvin Gaye, esta canção aborda o problema do desequilíbrio ecológico – e sua consequente queda na qualidade de vida -, em uma época que tais preocupações ocorriam de forma um tanto vaga em cabeças pensantes, como uma espécie de louca utopia pessimista.

Sobre a canção de Erasmo, de tão boa e atual, sua letra pode ser analisada por si mesma sem a necessidade da melodia, apreciada como um poema – com sua ironia sutil em antepor a (eterna) busca de “perfeição” do gênero humano à crescente degradação ambiental – e, por extensão, da qualidade de vida de todas as coisas vivas – em volta:

Lá vem a temporada de flores
Trazendo begônias aflitas
Petúnias cansadas
Rosas malditas
Prímulas despetaladas
Margaridas sem miolo
Sempre-vivas quase mortas
E cravinas tortas
Odoratas com defeitos
E homens perfeitos

Lá vem a temporada de pássaros
Trazendo águias rasteiras
Graúnas malvadas
Pombas guerreiras
Canários pelados
Andorinhas de rapina
Sanhaços morgados
E pardais viciados
Curiós desafinados
E homens imaculados

Lá vem a temporada de peixes
Trazendo garoupas suadas
Piranhas dormentes
Sardinhas inchadas
Trutas desiludidas
Tainhas abrutalhadas
Baleias entupidas
E lagostas afogadas
Barracudas deprimentes
E homens inteligentes.

Por fim, a canção de Marvin Gaye, com a respectiva letra.

the Uirapuru

While cyber-navigating I just had found an audio caption of a brazilian songbird’s chant (well, there are LOTS the Web away). The species, whose habitat is located in the Brazilian Amazon’s rainforests, is locally known as ‘Uirapuru’ (Cyphorhinus aradus), shown here in the photo.

This bird’s chant has a mythical meaning (originated within Brazilian native indian folk tales) to the Amazonian native, as listening to it is a quite rare experience: if one’s fortunate enough to have a listen they’re advised about grabbing this probably unique opportunity of their lives to make a wish. Thus, the Uirapuru chant is traditionally regarded in local folklore as an auspicious sign that brings good fortune and happiness.

Listening to the chant, and blissfully feeling its limpid beauty, perhaps should help to explain why it is so…

P.S.: although entries of both English and Portuguese versions are available on Wikipedia, unfortunately the English version is shorter than the Portuguese entry (which contains much more information about the species, either biological or cultural).