a inveja é… (recapitulação)

The heart of a jealous person burns when he sees others in a more prosperous condition. He tries his best to bring them disrepute and goes to any length to harm and even destroy them. Even those who seek God and live in caves, often fall victim to this evil quality and lose sight of their high aim in life.

Sri Swami Sivananda

Eis um pequeno ensaio a respeito da inveja, preparado como trabalho de classe durante o período em que cursei a Especialização em Artes Visuais. A propósito, o vídeo foi elaborado tendo este artigo como ponto de partida – e, sobre o trabalho do curso, uma postagem anterior deste blog também discorre.

Por fim, algumas declarações de Ayn Rand a respeito.

Sei não… Acho que esse tipo de inveja SEMPRE existiu, desde que o mundo é mundo. Eu diria apenas que a mídia-má-feia-e-bobona e suas técnicas – cada vez mais sofisticadas, nestes dias e tempos ditos modernos- entra como mero AGRAVANTE do processo, jogando “gasolina” à “fogueira” (das vaidades, bem entendido).

UPDATE 02/10: E, a julgar por certas atitudes presenciadas… Para certas pessoas, parece mais fácil morrer de “invejinha” dos outros a admitir as próprias limitações (e, por tabela, sua própria incompetência). Se bem que, certa vez, já me disseram que “INVEJA É UMA ADMIRAÇÃO AZEDADA”…

==========

embaPub=’be767243ca8f574c740fb4c26cc6dceb’;embaStyle=’counter’;

Advertisements

nova etapa na vida

Ao que tudo indica, este blog terá um bom motivo para atualizar-se com mais frequência, pelos próximos 4 anos (creio!): passei no último vestibular da Universidade de Brasília para Filosofia, a qual será cursada como uma segunda graduação (antigo projeto de vida). O resultado foi divulgado pelo CESPE no dia 13 último – significativamente, uma sexta-feira. “Significativamente”, sim, uma vez que sextas-feiras 13 sempre foram dias no mínimo normais, para mim; esta, então, tornou-se especial em minha vida. Fui para as provas sem ter feito cursinho algum – pelo puro e simples motivo de falta de numerários, tendo contado apenas com a internet para me preparar, por todos esses meses. Sim, se você se disciplinar um pouquinho, internet pode ser uma poderosa aliada nos estudos.

Se eu não tivesse passado agora, talvez na próxima tentativa eu fizesse vestibular para Artes Plásticas, outra área de meus interesses – já que tenho uma carreira na área desde 1983. Mas, estou super-satisfeita, por ser Filosofia uma área de interesse TAMBÉM, igualmente de longa data =)

A única coisa pela qual terei de aguardar com paciência de Jó (e COMO tento!) – juntamente com algumas centenas de aprovados como eu – será o prazo para efetivar o registro como aluna da instituição, prazo que encontra-se em suspenso por causa da greve que assola todas as federais do País.
Por enquanto, o recado que dou é o seguinte: nunca é tarde para realizarmos nossos objetivos, ou para reconstruirmos nossas vidas (o que vem a ser meu caso… Mas é uma longa história). Mesmo se você fracassar em tentativas anteriores, como ocorreu comigo anteriormente, não desista. Afinal, Sri Swami Sivananda já disse, um dia:

If you attempt to develop your will you should always try to maintain a cool head. You should keep a balanced mind under all conditions. You may fail in fifty attempts, but from the fifty-first endeavour you will get strength of will. You will slowly manifest balance of mind. So never get discouraged.

P.S.: o detalhe é o de que, se havia falhado em tentativas anteriores, foi pelo fato de não estar suficientemente centrada em meus objetivos e estratégias adotadas – mas desta vez foi diferente.

Kinda #doodle quilt

Uma publicação compartilhada por Iracema (@immb95) em

//platform.instagram.com/en_US/embeds.js